REPRESENTATIVIDADE DA MULHER NO MERCADO DE TRABALHO NO SETOR DE ENGENHARIA


A engenharia sempre foi vista como uma profissão masculina, fato esse que vem mudando ao longo dos últimos anos. Antigamente, era possível encontrar salas de engenharia com duas ou três mulheres e isso variava muito de acordo com o tipo de engenharia. Na graduação da engenharia civil, nos dias de hoje por exemplo, já é possível encontrar um equilíbrio entre homens e mulheres.


No mercado de trabalho isso não é muito diferente, a maioria ainda é representada pelos homens, porém as mulheres vêm conquistando seu espaço ano após ano.

O caminho é longo, as mudanças são tímidas, é preciso resiliência.


O dia da mulher vem com a oportunidade de refletir com relação ao passado e ao presente no que diz respeito à representatividade feminina no mercado de trabalho. Cada espaço ocupado por nós mulheres é a indicação de que queremos, além de preencher os nossos anseios, contribuir para o desenvolvimento do nosso país. Ocupar uma posição por si só já serve de inspiração para tantas outras mulheres. É uma luta diária não só por espaços e direitos, mas pela conciliação das atribuições profissionais com a vida pessoal e familiar, é “matar leões” todos os dias.


A verdade é que não existe nenhum obstáculo que não possa ser superado através do esforço, da dedicação e de muito trabalho e nós mulheres somos historicamente a prova disso. Que nós possamos continuar sendo agentes de mudanças para tantas outras mulheres e gerações.


Por Iris Hortêncio - Diretora Administrativa e Comercial.



42 visualizações

Posts recentes

Ver tudo